Caça & pesca & natureza
Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras Podengo_02
Olá!
Bem-vindo ao cães-caca-pesca-natureza , Esperamos que goste do nosso fórum!
Se ainda não faz parte do fórum, clique em "Registrar-se" para conferir os mais diversos assuntos .
Atenção depois de fazer o resisto a primeira coisa a fazer é ler as nossas regras e depois logo em seguida fazer a sua apresentação e depois participar em força
Obrigado a todos são os votos do fórum Cães&Caça&pesca&natureza

Atenção os utilizadores têm 5 dias úteis para se apresentarem se não o fizerem as suas contas bom ser apagadas de imediato

Caça & pesca & natureza


 
InícioInício  PortalPortal  GaleriaGaleria  Registrar-seRegistrar-se  Conectar-seConectar-se  
.Untitled-2.picnikfile_77qB1F.001.vale_do_trevo_banner.customLogo.logocmcc.CABEAL~1

Compartilhe
 

 Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras

Ir em baixo 
AutorMensagem
antcarper1
Caçador Aprendiz ;-)
Caçador Aprendiz ;-)
antcarper1

Número de Mensagens : 179
Idade : 37
Localização : Braga
Data de inscrição : 01/02/2011

Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras Empty
MensagemAssunto: Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras   Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras EmptySeg Fev 28, 2011 12:07 pm

A tuberculose bovina (TB) é uma doença animal crónica causada por uma bactéria designada pelo nome de Mycobacterium bovis (M. bovis) é uma doença contagiosa que pode afectar praticamente todos os mamíferos, entre os quais se contam os cervídeos, gatos, cães e o próprio homem.
A doença é de progressão lenta, pois um animal infectado poder transmitir a doença a muitos outros animais (domésticos ou selvagens), antes que a sua morte aconteça e até mesmo antes que os primeiros sintomas se manifestem.
Portugal tem um Programa de Erradicação da Tuberculose Bovina, constante do DL 272/2002, de 8 de Maio, elaborado em conformidade com directivas europeias, que identifica os animais infectados e abate os animais positivos.
A erradicação da doença ainda não foi possível porque há uma pequena percentagem de animais infectados que não são identificados como positivos, daí se tornar muito difícil a erradicação da doença quando o número de animais infectados é uma pequena porção da população bovina.
Até ao momento, o plano de controlo da doença só prevê medidas de controlo da doença nos bovinos, mas tentar controlar a doença tentando tapar apenas uma das origem é igual a não controlar, daí se revelar necessário controlar os animais de caça maior, por serem vistos como potenciais reservatórios da doença.
Por esse motivo, a Direcção Geral de Veterinária (DGV) após ter confirmado a existência da tuberculose em animais de caça maior, elaborou o Guia de Boas Práticas Higio-Sanitárias _ Caça Maior ( que poderá ser consultado no site da FENCAÇA- [Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]) cuja leitura se aconselha por conter as medidas necessárias à identificação, prevenção e erradicação da doença nas espécies de caça maior.
A DGV identificou uma área epidemiológica de risco para a tuberculose de animais de caça maior, tendo elaborado um mapa (em ANEXO), onde estão identificados os concelhos onde comprovou a existência do agente causal da tuberculose bovina (mapa que poderá vir a ser alterado).

Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras Fotofen

Para a época venatória 2011-2012, a DGV irá elaborar um EDITAL, contendo normas que somente se aplicarão às zonas de caça com concessões localizadas na zona epidemiológica de risco, e impor um conjunto de procedimentos que visam erradicar a doença em animais de caça maior.
Entre as vária medidas que pretende vir a implementar, não podemos de deixar de referir as seguintes:
- Comunicação prévia à DGV a data da realização das montarias;
- Presença obrigatória de médico veterinário nas montarias (cuja contratação e pagamento ficará a cargo da entidade gestora da zona de caça);
- Existência de um local de evisceração dos animais, o qual deverá obedecer a um conjunto de requisitos sanitários (ainda não definidos);

Encontrando-se o animal contaminado, gostaríamos de ver contemplado nesse Edital, que o destino imediato do mesmo fosse o enterramento, sem mais custos adicionais.
Relativamente à carne destinada a comercialização (exclui-se desta situação o auto-consumo, isto é, a que cada caçador leva parte do animal para consumir em sua casa), aos requisitos atrás identificados à que acrescer o encaminhamento dos subprodutos para matadouro ou sala de desmanche legalizada.
O Ministério da Agricultura do Desenvolvimento Rural e das Pescas possui um sistema de recolha de cadáveres (SIRCA), com o objectivo de assegurar a recolha e destruição dos cadáveres de bovinos, ovinos, caprinos, suínos e equídeos mortos nas explorações tendo como preocupação a segurança alimentar, a saúde pública e a protecção do ambiente.
Salvo melhor opinião, consideramos que a integração dos cadáveres de caça maior no sistema de recolha de cadáveres (SIRCA), trataria de forma igual os agentes envolvidos na erradicação da doença, da TB, em particular, numa fase inicial em que escasseiam os centros de abate e salas de desmanche autorizados para a recepção destes cadáveres na área epidemiológica identificada, bem como empresas vocacionadas para a recolha e transporte dos animais.

Consideramos que numa fase de implementação de novas regras de controlo da TB na caça maior, as mesmas deverão ser simples, de fácil execução e sem custos adicionais significativos.
Onerar as montarias com custos incomportáveis poderá ter como consequência imediata a não realização das mesmas podendo até inviabilizar as zonas de caça, em particular as que se dedicam à caça maior.
A ocorrer tal facto, prevê-se o aumento imediato de espécies cinegéticas de caça maior em liberdade. Se a sobrepopulação de caça maior (principalmente javalis e veados) que partilham áreas de pastoreio ou alimento e abeberamento -em épocas de carência alimentar - propicia o contacto entre animais domésticos e selvagens, saudáveis e infectados e, se o que se pretende das entidades gestoras de zonas de caça é que procedam à redução de efectivos e reforcem os pontos de alimentação e abeberamento por forma a evitar a coabitação, impor medidas demasiado onerosas à realização de montarias na áreas epidemiológica, não são medidas que erradiquem a doença do TB em animais de caça maior, antes pelo contrário, ajudarão a agravá-la.
Voltar ao Topo Ir em baixo
sergio magalhaes
Caçador Veterano ;-)
Caçador Veterano ;-)
sergio magalhaes

Número de Mensagens : 2063
Idade : 37
Localização : marco de canaveses
Data de inscrição : 29/07/2009

Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras Empty
MensagemAssunto: Re: Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras   Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras EmptySeg Fev 28, 2011 9:32 pm

uma ma noticia para a nossa caça
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://podengos.portugueses@live.com.pt
 
Tuberculose em Caça Maior - As montarias irão ser objecto de novas regras
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Caça & pesca & natureza :: Noticias :: Noticias-
Ir para: